Como fazer uma descrição do imóvel a venda: entenda o que realmente importa

Como fazer uma descrição do imóvel a venda: entenda o que realmente importa

Como fazer uma descrição do imóvel a venda: entenda o que realmente importa

Se você quer ter sucesso como corretor ou simplesmente facilitar a venda do seu apartamento ou casa, precisa aprender como fazer uma descrição do imóvel a venda. Afinal, a Internet é uma das principais ferramentas conseguir fazer esse tipo de negócio.
Atualmente, a Internet é uma ferramenta tão poderosa para a venda imobiliária que até mesmo imóveis da União são negociados por lá.
No entanto, a concorrência também é muito alta. Afinal, se a ferramenta é boa para um, é boa para outro também. Portanto, é necessário saber como fazer uma descrição do imóvel a venda para poder se destacar.
Quer aprender? Então siga a leitura do artigo abaixo!

Como fazer uma descrição do imóvel a venda: 5 pontos essenciais

1. Localização

Uma das máximas do mercado imobiliário é “Localização, localização e localização”. Ela mostra, na prática, o quão importante é uma localização quando se negocia um imóvel.
A localização é essencial pois ela facilita a vida dos moradores do imóvel de muitas formas diferentes. Pense, por exemplo, em uma família em que os pais trabalham e os jovens precisam do transporte público para ir para a escola.
Nesse caso, é essencial que o imóvel fique próximo de pontos de ônibus, além de ficar em uma região segura, onde os jovens possam andar para casa sem riscos à sua segurança ou saúde.
Vale lembrar em consideração que, hoje em dia, lugares de destaque podem ser diferentes do que eram antigamente. Por exemplo, se o imóvel estiver próximo de farmácias delivery em Rappi ou outro aplicativo é um elemento positivo a ser mencionado.
Portanto, comece o seu anúncio sempre favorecendo ao máximo as vantagens do seu imóvel. Faça o seguinte:

  1. abra a localização do imóvel no Google Maps;
  2. trace um risco de 100 metros, 200 metros e 500 metros de distância;
  3. anote todos os pontos interessantes nessas áreas;
  4. veja qual a mais importante e dê destaque à ela no anúncio.

Por exemplo, suponha que o seu público-alvo com aquele anúncio seja justamente famílias com filhos jovens. Então, crie o anúncio e adicione elementos como “A 200m da escola” ou “5 minutos do Hospital” com destaque.

2. Fotos

Você já ouviu falar na máxima de que uma imagem vale mais do que mil palavras? Pois bem, talvez isso seja verdade, talvez não. No entanto, no mundo imobiliário, há um grande benefício em usar as melhores imagens.
O ideal é separar fotos bem tiradas e que realmente valorizem o imóvel. Por exemplo, peça para alguém fazer uma faxina na casa ou apartamento vazio antes de tirar a foto, pois assim elas causarão um impacto maior. Se a decoração anterior for bonita, tenta incluí-la nas fotografias.
Em caso de apartamentos, tire algumas fotos do condomínio também, valorizando os melhores itens disponíveis, como piscina, academia e área comum. Isso ajuda a tornar o anúncio mais atraente para o consumidor.

3. Título

No Marketing Digital, o título é um dos elementos mais importantes para chamar a atenção do usuário. São dois os motivos que explicam isso:

  1. o CTR dos conteúdos;
  2. o foco do consumidor.

Quando fazemos uma pesquisa no Google, o buscador apresenta aqueles conteúdos que considera que são os mais adequados para satisfazer a nossa necessidade. Portanto, ao pesquisar por um “imóvel na rua X”, o sistema analisará todos os imóveis naquela região e mostrará o que é considerado o melhor.
Para isso, no entanto, o Google usa uma série de métricas, como o CTR. O CTR analisa a quantidade de cliques que um anúncio recebeu em relação a quantas vezes foi exibido. Portanto, um anúncio mostrado 100 vezes e que recebe 1 clique tem CTR de 1%.
Como o título é o mais importante para chamar a atenção do consumidor, é necessário focar nele para construir um bom CTR. Por isso dissemos para adicionar elementos como “a x metros de tal lugar” no título, já que isso ajuda a tornar o conteúdo mais atraente.

4. Diferenciais

Muitas vezes, você venderá um imóvel muito rapidamente. Em outros casos, será difícil conseguir superar a concorrência de outros anúncios. Nessas horas, o ideal é investir nos diferenciais do seu apartamento ou casa.
Por exemplo, é claro que todos os imóveis naquela área são igualmente próximos a certos lugares. Mas qual deles tem mais espaço? Ou qual deles tem mais iluminação natural? Seja qual for o benefício do seu imóvel, não hesite em apresentá-lo da melhor forma possível.
Por exemplo, se o seu apartamento tem boa iluminação natural, faça uma projeção de quanto isso poderia resultar de economia na conta de luz. Dependendo do valor, coloque no anúncio!

5. Organização

Até o momento, as dicas que demos vão ajudar a indicar aquelas informações mais úteis para seu anúncio. No entanto, será essencial organizá-las adequadamente para comunicar tudo ao público.
Comece seu anúncio com o que é mais importante: um mini-resumo do imóvel com as questões mais importantes. Por exemplo:

  1. “Apartamento de 50m², dois quartos, em um bairro com muita segurança e a 5 minutos de escola, hospital e supermercado”.

Ou então:

  1. “Apartamento de 55m², um quarto e um escritório, em um bairro com boa infra-estrutura e que permite internet fibra ótica”.

O primeiro imóvel pode ser perfeito para uma família com um filho. Já o segundo é o melhor para quem quer trabalhar via home office.
Em seguida, organize as informações obrigatórias para poder explicar o imóvel ao interessado, incluindo o número de cômodos, outros itens próximos e por aí vai.
E aí, aprendeu como fazer uma descrição do imóvel a venda? Então use as informações aqui presentes para vender o seu imóvel!

Confira nossos Serviços

Taxa Selic

Selic